Número de endividados e inadimplentes cresce e atinge 60% das famílias

0

O percentual de famílias endividadas e inadimplentes subiu de julho para agosto, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (dia 5/9) pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo). A parcela de famílias com dívidas passou de 59,6% para 60,7%.

O principal responsável pelas dívidas das famílias é o cartão de crédito, apontado por 76,8% dos entrevistados. Em seguida, vêm os carnês (14,2%), financiamentos de carro (10,4%) e financiamentos de casa (9%).

O estudo mostra que a proporção das famílias com dívidas ou contas em atraso (inadimplentes) também teve uma leve alta em relação a julho – passando de 23,7% para 23,8%. O percentual de famílias que disseram não ter condições de pagar suas dívidas, e que permaneceriam inadimplentes, aumentou de 9,4% em julho para 9,8% em agosto

O tempo médio de atraso para pagamento de dívidas foi de 64,4 dias em agosto de 2018. Em média, o comprometimento com as dívidas foi de 7,1 meses, sendo que 32,0% das famílias possuem dívidas por mais de um ano. Entre as endividadas, 20,5% afirmam ter mais da metade da sua renda mensal comprometida com o pagamento de dívidas.

A Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic Nacional) é apurada mensalmente pela CNC desde janeiro de 2010. Os dados são coletados em todas as capitais dos Estados e no Distrito Federal, com aproximadamente 18 mil consumidores.

Compartilhe:

Deixe um comentário