Mais da metade dos brasileiros não concluiu o ensino médio, segundo OCDE

0

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), sediada em Paris, divulgou o estudo “Um Olhar sobre a Educação”, em que aponta que o Brasil é um dos países com maior percentual de adultos entre 25 e 64 anos sem diploma de ensino médio. Mais da metade dos adultos brasileiros (52%) não concluíram a escola.

Menores níveis de escolaridade tendem a ser associados com a maior desigualdade de renda. No caso brasileiro, o país apresenta o segundo maior nível de desigualdade de renda entre os 46 países pesquisados, situação melhor apenas que a da Costa Rica. O estudo avalia as 36 economias da OCDE, a maioria de países desenvolvidos, e dez outros países parceiros da organização, como África do Sul, Argentina, China, Colômbia, Índia, Rússia e o Brasil.

O índice de adultos que não cursaram o ensino médio no Brasil é mais do que o dobro da média da OCDE. Outros países da América Latina também têm melhor desempenho do que o Brasil. Na Argentina, o índice de adultos entre 25 e 64 anos que não concluíram o ensino médio é de 39%; no Chile é de 35% e na Colômbia, 46%.

“Na maioria dos países da OCDE, a ampla maioria dos jovens adultos, com idade entre 25 e 34, tem pelo menos a qualificação do ensino médio. Em poucas décadas, o ensino médio passou de um veículo de ascensão social ao mínimo exigido para a vida em uma sociedade moderna”, indica o relatório.

O governo brasileiro gasta cerca de US$ 3,8 mil por estudante no ensino fundamental e médio, menos da metade da média dos países da OCDE.

Fonte: BBC

Compartilhe:

Deixe um comentário