‘Divaldo e Bolsonaro – a esperança ante a tortura’

5

“Divaldo Pereira Franco voltou às manchetes. Não apenas em função do lançamento da obra cinematográfica que lhe rende homenagem, mas também em matéria da revista Veja sob o instigante título: “médium de direita”.

—————————————————–

Alan Maia tem 40 anos, é carioca, pai do João e apaixonado fã de futebol. De alma curiosa, estudou publicidade, educação, serviço social e teologia. Em busca de conhecimento acadêmico se especializou em Gestão na Universidade de Harvard e por saber que está aqui apenas de passagem estudou Espiritualidade Franciscana em Assis, na Itália. É professor universitário, palestrante, escritor e coordena diversos projetos sociais na área da educação popular em dezenas de comunidades de baixa renda brasileiras. Fundou a ONG Agência do Bem e a Casa Espírita Sentimento junto com seus melhores amigos.

Compartilhe:

5 Comentários

  1. Obrigada.
    Com amor eu chorei ouvindo a esse vídeo.
    Fui espírita desde que me lembro existir.
    Divaldo Franco não me representa, desde que o ouvi deixei de ser espírita.
    Hoje me distancio da pratica religiosa como instituição, apesar de sempre fazer meus pensamentos dirigidos ao bem.
    Infelizmente ou felizmente, Jesus e sua “religião” são também atos políticos.
    “Pai, perdoa-os! Porque eles não sabem o que fazem”

    • Te indico a leitura do livro “Um novo mundo”, de Eckhart Tolle. Foi transformador para mim, me mostrou o quanto as pessoas se prendem a religião como extensao do próprio ego e por causa disso distorceram as mensagens dos grandes líderes espirituais que estiveram aqui. Por esse motivo me afastei de qualquer instituição religiosa, tentando todos os dias internalizar a mensagem pura da Verdade

  2. Obrigada pela coluna. Foi um alívio saber que mais irmãos espíritas também enxergam o enorme erro que Divaldo cometeu e ainda persiste nele. É uma pena, em breve ele deixará este plano, e o remorso chegará para ele, inevitavelmente. Mais um médium que faliu. Que este legado horrendo que ele deixa aqui, o de apoiar políticos desumanos, colaborando para chegarmos ao terrível momento que ora passamos, se dilua rapidamente e que ele seja prontamente esquecido pela comunidade espírita.

  3. luciana lopes on

    Bom dia!

    Acho que Divaldo Franco colocou sua opião como cidadão. Não devemos tomar isso para a espiritualidade.
    Devemos seguir os mandamentos da dotrina espirita.
    Fora do espiritismo não há caridade.
    Infelizmente somos imperfeitos e cometemos erros , estamos aqui para evoluirmos.
    Que os bons espiritos nos ajudem nrsse momento dificil.
    Gostei da materia e é sempre bom a imformação !
    Paz

    • Nenhuma religião tem o domínio sobre a caridade. A caridade faz parte do Ser e não de uma instituição religiosa!

Deixe um comentário